Escolha uma Página

gim-argello-DIDA-SAMPAIO-ESTADaO-411x350

O ex-senador Gim Argelo (PTB) é o alvo principal da 28ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta terça-feira, 12. Ele foi preso preventivamente. Batizada de “Vitória de Pirro”, essa etapa cumpre 21 mandados judiciais – duas de prisão temporária, uma de prisão preventiva, 14 de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento.

 

Além de Gim, os mandados de prisão temporária são contra pessoas ligadas a ele, mas os nomes ainda não foram divulgados. As medidas estão sendo cumpridas na capital de São Paulo, capital do Rio de Janeiro, Taguatinga e Brasília. O ex-senador é acusado de cobrar de empreiteiras para serem convocadas para a CPI e CPMI da Petrobras, instauradas em 2014. Os crimes investigados nesta etapa são concussão, corrupção ativa, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

A prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período ou convertida em preventiva, que é quando o investigado fica preso à disposição da Justiça sem prazo pré-determinado.

Em abril de Gim Argelo chegou a ter o nome cogitado para o TCU pela presidente Dilma Rousseff, mas recebeu grande rejeição pelos próprios servidores da Corte.


Recomendado para Advogados

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com

Deseja receber Artigos, oportunidades de Cursos e Aulas gratuitas em seu E-mail?

Preencha os campos abaixo:

You have Successfully Subscribed!