Escolha uma Página
Compartilhe os Colegas!
Polícia Militar confunde pipoca com drogas e mata jovem
5 (100%) 5 votes

Sem título

A noite de quinta-feira (30) foi violenta no Morro do Borel, na Tijuca, na Zona Norte do Rio. Um adolescente de 16 anos morreu depois de levar um tiro na cabeça. Os moradores acusam PMs de terem confundido um saco de pipoca com drogas. A PM diz que o jovem foi atingido durante uma troca de tiros com traficantes.

Jhonata Dalber Matos Alves tinha 16 anos e vivia no Morro do Borel, que tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde 2010. Testemunhas acusaram os PMs de terem matado o jovem sem motivo.

“Jhonata chegou, pegou o saco de pipoca e, simples, desceu. Assim que ele desceu começou o tiro. Deram um tiro primeiro, que eu acho que foi a hora que pegou nele, e começou o pessoal a gritar. Eles começaram a dar um tiro atrás do outro. Não foi troca de tiros. Foi eles, só os ‘polícia’ dando tiro. Não tinha bandido, não tinha ninguém na hora”, contou um morador, que não quis se identificar.

Já o comando do 6º BPM (Tijuca) disse que Jhonata foi atingido durante um tiroteio entre PMs e traficantes. Ele levou um tiro na cabeça, foi levado para o Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte. Mas a família disse que ele já chegou morto.

Até o início da madrugada desta sexta-feira (1º), o policiamento foi reforçado na porta do hospital. Os moradores da favela ficaram revoltados com a morte do adolescente.

Nas redes sociais, tinham vários relatos sobre o que aconteceu. “Clima tenso no entorno do Morro do Borel. Policiais da UPP balearam um rapaz na cabeça que veio a óbito”.

Testemunhas contaram que algumas pessoas tacaram fogo em montanhas de lixo na Rua São Miguel, que margeia o morro, e jogaram pedras em policiais. A PM interditou essa rua e uma parte da Rua Conde de Bonfim, uma das principais da Tijuca. O Batalhão de Choque foi chamado para reforçar a segurança no bairro.

O comando da UPP Borel informou ao G1 que a informação de que os policiais confundiram um saco de pipoca com drogas”não procede”. Ainda de acordo com a UPP, um homem foi baleado durante o episódio e foi socorrido pelos policiais para o Hospital do Andaraí.

Fonte: JusBrasil

Compartilhe os Colegas!
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com