Escolha uma Página
Compartilhe os Colegas!

porteiro-de-predio-porteiro-de-empresas-portaria-em-geral1471346981

Primeiramente, a citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual.

Conforme art. 239 do NCPC, para a validade do processo é indispensável a citação do réu ou do executado, ressalvadas as hipóteses de indeferimento da petição inicial ou de improcedência liminar do pedido.

Mas, afinal, será que com o Novo CPC, passou a ser possível a citação do réu através do porteiro do prédio?

É possível! No entanto, é necessário cumprir alguns requisitos constantes expressamente no Novo CPC.

Mas e a Súmula 429 do STJ?

Segundo essa Súmula, “a citação postal, quando autorizada por lei, exige o aviso de recebimento“.

O Novo CPC quebra essa jurisprudência do STJ, desde que seja cumprido os requisitos a seguir expostos.

De acordo com o artigo 248, § 4o, do Novo CPC:

Nos condomínios edilícios ou nos loteamentos com controle de acesso, será válida a entrega do mandado a funcionário da portaria responsável pelo recebimento de correspondência, que, entretanto, poderá recusar o recebimento, se declarar, por escrito, sob as penas da lei, que o destinatário da correspondência está ausente.

Portanto, para que seja possível citar o réu através do porteiro de prédio, condomínios edilícios ou loteamento, faz-se necessário cumprir os seguintes requisitos CUMULATIVOS:

A) realizado em condomínios edilícios ou loteamentos;

B) haja uma espécie de portaria ou controle de acesso;

Ademais, nota-se que o funcionário da portaria poderá recusar o recebimento do mandado de citação se declarar, por escrito, que o réu está ausente.

Lembrando que no CPC/73 não havia essa possibilidade. Trata-se de NOVIDADE do CPC/15.

Fonte: JusBrasil

[divider style=”7″]

CONFIRA MANUAL PRÁTICO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL:

2D-v5

Compartilhe os Colegas!
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com